Pódio do caráter para o judoca Guilheiro

Foto: Wikipédia


Medalhista nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004) e Pequim (2008), campeão mundial em 2010, prata no Pan-Rio 2007, sem falar de tantos outros pódios em sua carreira, o paulista Leandro Guilheiro, 28 anos, que reside em Santos, perdeu na quarta-feira, 1º de agosto, a chance de ganhar a terceira medalha olímpica consecutiva. Perdeu com dignidade – sincera dignidade, diga-se – difícil de se ver, assim tão autêntica, na maioria dos atletas brasileiros. Disse que os méritos eram de seus adversários, na semifinal e, depois, na disputa da repescagem, pelo bronze. Sóbrio, Guilheiro transpira bom caráter. E deixa isso transparente em todas as suas entrevistas, ano após ano. Invariavelmente, fico impressionado com as declarações desse judoca e perdi a conta de quantas entrevistas dele vi nos últimos oito anos, pelo menos. Junto com Robert Scheidt, da vela, creio que estão ai dois brasileiros que somam qualidade ao esporte nacional. E orgulham a Pátria.

Anúncios
Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: