Um padre, a terra: retratos do Brasil rural

Aos 59 anos, o padre Ricardo Rezende é chamado de porta-voz das vítimas dos conflitos fundiários no Pará. Jurado de morte por latifundiários durante quase duas décadas, o religioso conhece bem a realidade daquela imensa parte do território brasileiro. Sabe muito do trabalho escravo, da “distribuição” de terras – fazendas que mais se assemelham, territorialmente, a países – aos grandes conglomerados econômicos e da pressão constante a que estão sujeitos aueles brasileiros sem posses que querem trabalhar na terra. No site do MST, uma entrevista reveladora do padre Ricardo. Veja aqui http://www.mst.org.br/node/11679

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: