O Uruguai é ali. Um ótimo vizinho!

Seis dias no Uruguai de Diego Fórlan, o melhor jogador da Copa do Mundo 2010, renderam boas observações deste nosso vizinho. Vou relatar algo das impressões que colhi por lá, caminhando pelas ruas de Montevidéu e Colonia de Sacramento, cidade histórica a duas horas e meia da capital. 

Universidade Nacional do Uruguai, na Avenida 18 de Julho, a principal artéria comercial de Montevidéu.

A caminhada de vários quilômetros por dia, com pequenas paradas para descansar os pés e trocar o esparadrapo no dedo sangrando, permitiu ver a cidade de 1,2 milhão de habitantes (mais de um terço da população do país) bem de perto, sentí-la e tocá-la em sua beleza centenária carregada de herança européia. Montevidéu é linda. E, mesmo com o frio cortante, acentuado pelo vento, as pessoas se armam de uma garrafa térmica e a cuia de te (chimarrão)  e enchem as ruas, principalmente nas primeiras horas da tarde. As praças, belíssimas, têm seu bancos, escadarias e muretas que cercam as fontes disputados por jovens, adultos e idosos. 

Fala-se muito e se gesticula tanto quanto, confirmando a origem majoritariamente italiana ou espanhola da população local. Negros são raros, raríssimos, quase não são vistos. E os que vi eram pobres, humildes. 

 Predominam os cabelos pretos (cor de graúna)  em contaste com a pele alva, maçãs do rosto levemente rosadas. Tipos loiros são mais escassos. No entanto, os olhos claros são comuns. 

Plaza Independência, local das grandes concentrações populares e de comemorações

Em geral os montevideanos são corteses, educados, mas não perdem tempo em detalhar uma informação se o interlocutor não os entende de pronto. 

Gracias é a palavra mágica. Perdón e permission são outros dois termos frequentes na boca deste povo que não se impacienta diante de uma fila de banco (bem menores que as nossas), de um guichê de venda de passagens ou nas lojas, sempre lotadas de consumidores. Operadoras de tarjetas (cartões de crédito) são muito populares por lá, especialmente nos últimos cinco anos, quando o crédito foi facilitado e – como no Brasil – o consumidor de baixa renda passou a substituir os velhos eledromésticos.

Com o real brasileiro valendo de 10 a 10,5 pesos e o dólar duas vezes mais, brasileiros e argentinos respondem pelas maiores invasões de turistas no pequeno país que tem o sol como símbolo da bandeira. Come-se bem e razoavelmente barato desde que se fuja dos pontos túristicos mais “manjados”. Os bifes enormes, de picanha e carnes nobres são deliciosos, normalmente servidos com saladas (tomate e alface ou a rusa, que equivale à nossa maionese básica, juntando batatas e cenouras. A carne de porco e as linguiças, muito saborosas, tambêm têm boa aceitação, mais que peixe, frango e carneiro. O nosso tradicional feijão, porém, não aparece nos cardápios.  Um bom bife e uma salada custam o equivalente a R$ 13,00 enquanto o harmbuguer com queijo, presunto, milho, picles e outros condimentos sai por R$  4,00.

O transpote coletivo funciona, é rápido e contínuo. Paga-se R$ 1,70 diretamente ao motorista e uma maquininha emite a nota fiscal do serviço para o usuário. Entra-se apenas pela porta da frente, mas pode-se se sair pela mesma porta ou pela dos fundos, o que ficar mais fácil. 

Fachada frontal da Estação Central General Artigas

Montevidéu não tem trem de passageiros, nem metrô.  Dizem, contudo, que o governo do presidente Jose Mujica, socialista histórico e ex-guerrilheiro encarcerado pela ditadura uruguaia, pensa em resgatar o transporte ferroviário de passageiros, que por ora permanece entregue à ferrugem. Enquanto isso não acontece, a belíssima Estação Central General Artigas continuará desativada e abandonada.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: